Sombra de Dragões – Episódio 1 “Prove seu Valor”

Este é o relato (fotos) do primeiro episódio de nossa campanha Sombra de Dragões

Resumo – O Reino dos Humanos de Herlewing está sob ataque do Império de Arkhosia, tentando reaver o livro do Inverno, um livro que pode trazer de volta Tiamat para o Core World de Zoe.

Heróis – (1 nível)

Adria Birthwing – Elfo Ranger – Adria
era considerada o talento de Herlewing, desde criança suas habilidades chamavam
a atenção das pessoas que visitavam a capital, no entanto, quando seu irmão
Erdann partiu para Dao Maonno para os jogos de Arena, Adria começou a viver
mais reclusa e em contato com a natureza, fez inúmeras viagens por Zoe, e
quando retornou para sua casa, sua mãe estava enterrada em dívidas, para pagá-las
partiu atrás de Erdann, e então, os dois se alistaram na Cruz de Vryed. Sua
esperança é pagar as dívidas da mãe e voltar para as áreas naturais de
Herlewing e um dia conhecer a Agrestia das Fadas.

Erdann Birthwing – Half-Elf Warrior – O
meio-irmão de Adria, saiu cedo de casa para se aventurar nas arenas de Dao
Maono, teve que voltar a sua casa a pedido de sua irmã que foi buscá-lo no
Ludus de Daorak, com sua libertação Erdann agora está individado com seu antigo
patrão. Erdann é viciado em batalhas e em adrenalina, sempre está pronto para a
ação e espera um dia servir o exército do reino, ele busca a glória nos campos
de batalha.

Rangrim – Dwarf Warlock – O anão de Gul
Thoradin viu sua divisão inteira morrer nas mãos dos Draconatos em um assalto
covarde as cavernas do reino quando estes não haviam ainda entrado em guerra. A
participação do reino dos anões foi fundamental para equilibrar as forças de
Herlewing e Gul Thoradin, o anão agora quer vingança e se alistou na Cruz de
Vryed. Quando nasceu dizem que foi abençoado pelo próprio Moradin e sua mãe
sempre dizia que ele tinha nascido para grandes feitos.

Hazel – Longtooth Seeker – Nascido nas
montanhas negras vê o progresso do novo império de Arkhosia como uma ameaça
para o seu modo de vida, deixou sua família e se alistou voluntariamente para o
intenso treinamento da Cruz de Vryed. Cresceu junto a natureza e seu
desenvolvimento foi rápido e percebido pelos mestres do vilarejo, o abandono de
sua vila natal despertou ódio entre os residentes do vilarejo, onde trabalhava
como guardião.

Shivra – Drow Assassin – Shriva foi
criada por Halflings de Herlewing, que a acharam próxima a uma entrada do
underground muito ao sul de Herlewing, neste dia Shriva estava cercada por
lobos que pareciam protegê-la, um dos halflings que tentava resgatá-la, foi
morto pelo lobo alfa da matilha. Na adolescência, os “pais” de Shriva
despareceram sem deixar nenhum indício. Shivra então uma ladra de rua, foi
capturada dor Elmor, um dos guardas de elite de Herlewing, no momento de sua
captura mostrou uma destreza incrível com sua espada, em tempos de guerra Elmor
a enviou para a Cruz de Vryed para ser treinada, e se passaram 8 anos. Shivra
espera voltar ao Underground e encontrar sua origem e a do seu colar, cujo pingente
apresenta uma runa que não pôde ser identificada por ninguém em Herlwing.

 

Na frente: Rangrim, Erdann e Adria; Atrás: Shriva e Seeker

PrólogoVocês estão nos portões de Arkhosia esperando as instruções do comandante da Cruz de Vried Grasnik, do alto dos seus 2 metros de altura, aquele humano moreno com cicatrizes de muitos confrontos fala a vocês:

“Que Bahamut nos proteja, com os nossos veteranos nos campos de batalha, vocês são a esperança de Herlwing para cumprir essa missão, vocês seguirão com o 7º destacamento pelo vale e terão que partir  para as colinas próximas a Slagg e encontrar os Kobolds e destruir o monolito que está fortificando os guerreiros Draconatos, vocês tem alimento para  10 dias, cumpram sua missão e retornem com vida e, provem seu valor. (como não tinha nada melhor, mandamos vocês!!!)

Cena 1O inverno se aproxima em Herlewing, as gramas transpiram nas colinas e a umidade deixa um cheiro nostálgico no ar, o destacamento avista as tropas Arkhosianas e partem para cima dos draconatos, Arvos o anão capitão grita para vocês!   – Para o sul, para o sul…abram seu caminho por aquela frente de batalha!

O objetivo era passar pelo exército dos draconatos – o maior desafio eram 2 Baaz Draconian

Resultados – Erdann – está quase morto,  já está com 2 falhas contra a morte! O anão falha uma vez.

Cena 2 – Dragão Branco procura

Na verdade era um desafio de perícia, com o grupo já bem machucado, a melhor chance era se esconder do dragão, maaaaaaaaaasssssssssss falha – O bumbum do não é muito grande para se esconder!!!

– Nota do mestre – Eu achei que fosse dar TPK, era quase certeza, mas o dragão teve muito azar.

Cena clímax (a melhor até agora) – O guerreiro de duas armas Erdam acerta seu diário no monstro, era a unica chance do grupo, ele acerta os dois poderes e derruba o dragão que já estava quase morto, no entanto, o dragão reage e derruba Erdann que falha em seu ultimo teste contra morte, Erdann está morto. Adria sua irmã, vendo a cena, ataca sem pensar em carga contra o dragão – por incrível que pareça, ela mata o dragão! (Nessa hora eu confirmei definitivamente a importância do background). Deste momento em diante Rangrim o anão chama a elfa de Adria “A matadora de Dragões”.

Depois de enterrar Erdann, para tentar ressuscitá-lo depois, os heróis discutem se devem continuar ou não, o mestre afirma que mesmo com apenas 4 no grupo, os encontros continuariam o mesmo, voltar para Herlewing estava fora de questão, afinal teriam que provar seu valor.

Cena 3  – Quando chegam na entrada da caverna dos Kobolds, os heróis mesmo sem o guerreiro derrotam os Kobolds e capturam 1, o Kobold Rangrim, um escravo Kobold, os heróis prometem 1000 po se o Kobold ajudasse aos heróis a cumprirem suas missões e além do ouro dariam sua liberdade e um lugar para morar, com um teste de carisma bem sucedido o Kobold aceita, agora tinhamos um Kobold guerreiro!!! Sinistro!!!! O assassino toda hora testava em que altura deveria bater sua lâmina para decepá-lo na saída.

Sai Erdann morto e entra o Kobold!

 

Cena 4, 5 e 6 – Os heróis foram atacados por stirges, nadaram por um lago (desafio de perícia – resistência) foram atacados por Bulliwugs e pegaram doenças de ratos e wererats….A situação não era boa.

Na cena 7 – Eles encontram a “Fonte do Leão” descrita na categoria desafios e terrenos, por mais que os outros heróis tentassem evitar a fonte conseguiu seu objetivo contra o Assassino, que passou o encontro todo com -2 no ataque, mas o grupo foi bem sucedido e alcançou o nível final.

Nível Final

O nível final foi no estilo fourthcore, 4 encontros de combate e um desafio de perícia sem descanso.

Cena 1 – Encontro com 15 Kobolds lacaios que dificultavam a passagem por uma ponte estreita (desafio de perícia) , para piorar a situação os lacaios tinham direito a se chegassem atirar com 3 balestas que causavam 1d10 + 2 de dano. Foi muito difícil e os heróis gastaram muitos de de seus recursos.

Cena 2 – Corredor da Morte – Nesse longo corredor havia colunas centrais que protegiam os kobolds que atiravam e “shiftavam” para tras das colunas, uma armadilha dart trap e para piorar, 6 kobolds tunneler e ainda 3 hobbler Kobolds trapmaster que disparam as armadilhas como queriam, detalhe quando a armadilha acertava os heróis ficavam imobilizados (foi um inferno)

Cena 3 – Um encontro com os guardiões da sala principal, o principal desafio eram as aberturas no solos, tente isso e veja seu anao warlord passar a maior parte do tempo dentro do buraco!

Cena 4 – Encontro final – Novamente havia muita dúvida do mestre se os heróis conseguiriam, ja estava até pensando que iria deixá-los de escravos!!!

Adria e o Kobold não tinham mais Healing Surge, na sala: 2 Kobold Piker (bruto nível 2),  4 kobolds Minion (nivel 1) que ativavam uma racha cuca (acreditem ainda tinha isso), 2 kobolds Dragonwrought (nível 4 – veja no post abaixo) e o Boss – Kobold Wild Mage (nível 5). Para ajudar os monstros ai estava o Monolito que dava + 2 no ataque para os monstros que estavam em sua área.

Kobolds preparados para o combate

Visão Geral do Encontro

O combate foi intenso, o avanço dos heróis era atrasado pelo raxa cuca, para piorar a situção, sempre que estavam na área do raxa cuca entrava em cena os Dragonwrought, o Kobold ficou com 1 ponto de vida restando e sua única opção foi ficar de longe com sua arma de ataque a distância (detalhe +1 no acerto), os heróis derrubaram os Kobolds Minion dos Racha Cuca, mas não demorou para os Pikers assumiream a função, a coisa tava feia.

Mas….o assassino do grupo bate muito (principalmente usando as sombras), Adria se sacrificou e foi para a luta aberta, consegui inflingir danos (mas acabou morta – mas não com 3 falhas em testes de resistência) nesse momento os Kobolds também estavam debilitados e quem salvou o encontro por incrível que pareça foi o Seeker (Longtooth) que regenerava e causava + 2 de dano, acreditem ele foi em direção aos Kobolds e ajudou muito a acabar com eles flanqueando e atacando com ataques corpo a corpo.

Final do Encontro - Kobolds derrotados e Adria morta!

Então os heróis destruíram o Monolito ( o que eles deveriam ter feito antes, para que os kobolds deixassem de ganhar bônus)

Análise – todos os jogadores (e eu) adoramos o esquema de Fourthcore, a possibilidade de derrota ficou clara em vários momentos!

 

Monolito destruído - Missão cumprida!

Anúncios
Esse post foi publicado em Diários de Campanha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s